Confira onde tem ato do Dia Internacional da Mulher, neste 8 de março

Após dois anos, o Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira (8) voltará a ser presencial, com manifestações nas ruas de pelo menos 40 cidades em todo o país (Confira lista abaixo).

Com o lema “Pela vida das mulheres, contra a fome, o desemprego e a carestia – Bolsonaro Nunca Mais!”, movimentos feministas voltarão a ocupar espaços públicos com as lutas da mulheres.

Confira onde os atos serão realizados

Região Centro-Oeste

Distrito Federal

Brasília: concentração no Museu da República, às 17h e  marcha às 18h30 até o Congresso Nacional (Alameda das Bandeiras).

Goiás

Goiânia:  ato unificado às 9h na Catedral com encerramento na Praça do Trabalhador

Mato Grosso

Cuiabá: Concentração na Praça Rachid Jaudy, às 8h. A Fetems também vai promover o Seminário do Dia Internacional da Mulher da FETEMS – Empodere a mulher que há em você! Seja uma mulher de luta! Das 8h às 17h e a noite cultural da mulher a partir das 19h.

Mato Grosso do Sul

Campo Grande: concentração na Avenida Afonso Pena com a 14 de Julho, a partir das 8h


Região Norte

Amapá

Macapá:  o Sindicato dos Servidores Públicos do Amapá (Sinsepeap) vai promover dois atos: o primeiro no dia 7 de março, que é a Vigília pela vida das Mulheres na Praça das Bandeias, e o segundo, no dia 8 de março, às 8h, em defesa do/a servidor/a público/a, em frente ao Palácio do Setentrião.

Pará

Belém: a partir das 17h, na Praça da República


Região Nordeste

Alagoas

Maceió: ato Público no Centro da cidade com panfletagem, panelaço; batucadas, faixas, cartazes e alegorias. Concentração será às 8h na Praça dos Martírios de onde elas sairão em caminhada em direção à Praça Deodoro.

Bahia

Salvador: a concentração acontece às 14h, na Praça do Campo Grande e a caminhada tem início às 15h, indo até a Praça da Piedade. Também está prevista a distribuição de marmitas em frente a Câmara municipal de Salvador (horário a definir), simbolizando a fome.

Ceará

Fortaleza: tem feira feminista às 13h, debate às 14h, cortejo às 15h e ato político e cultural às 16h. A manifestação será finalizada com ato político cultural na praça do Ferreira e homenagem à Elza Soares.

Antes, no início do dia, o Sindiute promove ato pelas mulheres às 8h, no Paço Municipal com o tema “Dia de luta por todas as pautas comuns das mulheres, por concurso público e carteira assinada para as professoras substitutas”

Maranhão

São Luís: concentração a partir das 15h na Praça Deodoro. Também na capital maranhense será realizada a palestra “Democracia e protagonismo feminino”, com a historiadora Cláudia Garcez às 9h, no auditório do Sindipemma (Rua Direita, 128, Centro).

Paraíba

João Pessoa: caminhada a partir das 7h com concentração na Praça Edivaldo e encerramento na Praça Getúlio Vargas

Pernambuco

Recife: ato “Pela vida de todas as mulheres: abaixo o bolsonarismo” às 15h no Parque 13 de Maio

Piauí

Teresina: Dia de Luta em defesa da Vida de Todas as Mulheres às 9h na Praça Rio Branco.

Rio Grande do Norte

Natal: concentração para o ato acontece às 14h30, na Praça Gentil Ferreira

Mossoró: pela manhã, haverá feira de rua no Centro Feminista 8 de março (CF8), com comercialização de produtos das mulheres da economia solidária, “Alô Frida”, música ao vivo, batucada feminista, poesia e intervenções políticas. À tarde, acontece o ato unificado, às 16h, na Praça da PAX

Sergipe

Aracaju: ato na Reserva da Mangaba às 9h


Região Sudeste

Espírito Santo

Vitória: Dia De Luta das Mulheres, às 14h30 na Praça Costa Pereira.

Minas Gerais

Belo Horizonte: concentração na Praça da Liberdade, às 16h30

Juiz de Fora: manifestação na Praça da Estação, às 17h

Divinópolis: ato às 15h30, no quarteirão fechado da rua São Paulo

Uberlândia: na Praça Ismene, às16h30

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro: concentração na Candelária, às 16h, e saída às 18h à Cinelândia

São Paulo

São Paulo: ato no Masp, às 16h. Antes acontece a concentração das mulheres da CUT, às 14h, no Espaço Lélia Abramo, na Rua Carlos Sampaio, próximo ao Metrô-Brigadeiro

Campinas: concentração no Largo do Rosário, a partir das 16h

Ubatuba: ato de esquenta, no sábado (5), a partir das 11h, com concentração no calçadão, ao lado das Casas Bahia


Região Sul

Paraná

Curitiba: concentração a partir das 18h30, na Praça Santos Andrade. A manifestação passa a caminhar às 18h30

Londrina: Concentração às 17h30, no Calçadão

Apucarana: a partir das 15 horas haverá a Feira empreendedora com atrações culturais na Praça Rui Barbosa e às 18h a Marcha das Mulheres

Assis Chateaubriand: café da manhã e roda de conversa com as mulheres catadoras de material reciclável, às 7h30. E uma roda de conversa na casa da APP-Sindicato de Assis Chateaubriand com as professoras e funcionárias de escola da ativa e aposentadas, às 10h

Foz do Iguaçu: concentração a partir das 17h, em frente ao Bosque Guarani (TTU). Às 18h acontece a saída em marcha que vai até a Praça da Paz

Guarapuava: a partir das 17h, no terminal da fonte

Ponta Grossa: ato no dia 6 de março, às 15h30, na Praça Barão de Guaraúna

Toledo: ato no dia 6 de março, a partir das 17h30, no Parque Ecológico Diva Paim Barth

Maringá: acontece a IV Caminhada/Pedalada pelo fim da violência contra a mulher, no dia 12 de março, às 9h, na Praça da Catedral

Santa Catarina

Florianópolis: marcha, com concentração às 12h no Ticen.

Caxias do Sul: concentração na Praça Dante, a partir das 18h

Chapecó: Mobilização na Praça Central, das 9h às 13h, com atividades culturais, música e ato político

Joinville: Ato na Praça da Bandeira, às 18h

Lages: Atividades das 9h às 17h, na Associação de Moradores e Amigos do Bairro Popular, com feirinha, distribuição de materiais educativos, ponto de arrecadação de absorventes, rodas de conversa, palestras e atividades culturais.

Rio do Sul: Panfletagem com material da CUT sobre a pauta do dia das mulheres, de manhã e à tarde, e panfletagem virtual com material da CONFETAM.

São Miguel do Oeste: Ato na Praça Municipal Walnir Bottaro Daniel, às 9h.

Rio Grande do Sul

Porto Alegre: concentração na Esquina Democrática, a partir das 18h