imagem

APÓS UMA SEMANA DE GREVE, CNG REGISTRA PARALISAÇÃO EM QUASE TODOS OS ESTADOS DO PAÍS  

A greve nacional dos servidores da carreiras do Seguro Social (INSS) e da Seguridade Social (ou carreira da Previdência, Saúde e Trabalho – CPST) chegou ao seu nono dia.

O Comando Nacional de Greve (CNG), em levantamento realizado, registrou que a paralisação de atividades está ocorrendo em 22 estados e no Distrito Federal.

Em relação ao levantamento anterior (de 28 de março), o último estado a aderir foi a Paraíba.

O levantamento feito pelo Comando Nacional de Greve (CNG) da Fenasps apontou de greve no INSS nos Estados: AC – AP – AL – BA – CE – ES – GO/TO – MG – MT – MS – PA – PB – PE – PR – PI – RN – RS – RO – SC – SP – SE e no DF. Também há greve de servidores do Ministério do Trabalho nos estados: Espírito Santo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Veja no mapa acima

Após a reunião com a Secretaria de Gestão de Desempenho de Pessoal, a avaliação do CNG/Fenasps é para que a categoria intensifique a greve!

PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES

Dentre as principais reivindicações dos servidores estão recomposição salarial de 19,99%, índice aprovado por várias categorias de SPFs, referente a perdas inflacionários dos últimos três anos (2019, 2020 e 2021); abertura imediata de negociação e questões específicas da categoria, como melhores condições de trabalho, realização de concurso público para recomposição da força de trabalho (tanto no INSS quanto na Saúde Federal há grande déficit de servidores concursados) para melhor atendimento à população.

Por fim, as entidades sindicais ainda aguardam resolução para pendências da Greve anterior no INSS (realizada em 2015): a instalação do Comitê Gestor de Carreira, por exemplo, está prevista no acordo de greve daquele ano, convertido na Lei nº 13.324/2016, que não está sendo cumprida.

Entre nesta luta você também!