Governo congela aumentos e eleva contribuição previdenciária; mais um golpe contra os trabalhadores

Publicado em: 23/11/2017 ás 10h37

Ajuste da letra
Governo congela aumentos e eleva contribuição previdenciária; mais um golpe contra os trabalhadores

Publicada no dia 30 de outubro, a MP 805, editada pelo governo ilegítimo, traz duas medidas que passam a vigorar a partir de fevereiro de 2018, e interferem diretamente na vida dos servidores públicos federais.


A MP posterga ou cancela os aumentos remuneratórios, ainda não implantados, que foram concedidos no ano de 2016. Ou seja, congela os reajustes previstos em lei. Na maioria dos casos, as parcelas de aumento que seriam implementadas em janeiro de 2018 e janeiro de 2019 passarão a ter efeitos a partir de janeiro de 2019 e janeiro de 2020, respectivamente.


Nessa mesma medida, o governo impõe o aumento de 11% para até 14% da alíquota previdenciária. Não são todos que pagarão 14%, somente aqueles que ultrapassarem o teto do INSS, que é R$ 5.531,31, aumentando em mais 3% para essas pessoas. A medida começa a valer a partir de fevereiro, pois como se trata de contribuição social, a eficácia é após 90 dias da publicação da MP.




SindsprevPB − Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Previdência e Trabalho do Estado da Paraíba
Rua Monsenhor Sabino Coelho, 62, Centro, João Pessoa - Fone: (83) 3222-2038

E-mail: sindsprevpb@sindsprevpb.org.br

[Arquivo de Notícias]